Tailândia – Praias e cultura

Krabi, Patong Beach e Chiang Mai

No último post comentei que Bangkok não é o melhor da Tailândia mas vale a visita, e agora vou falar daquilo que mais atrai as pessoas e que vale sim a visita. As praias do país.

São muitas e famosas, mas como meu tempo era curto passei por apenas duas cidades no litoral: Krabi e Phuket.

A verdade é que as duas cidades não estão bem no litoral, mas chegar até a praia é rápido e fácil. No caso de Krabi, para chegar até a praia mais conhecida, Ao Nang, bastava pegar uma espécie de ônibus (que na verdade era uma caminhonete com bancos na parte de trás) e em 20 minutos você já avistava a praia.

O local é realmente lindo. Com areia branca e mar de água verde transparente (peço desculpas por minhas fotos não mostrarem as cores, mas o gosto pelo preto e branco é mais forte do que eu. Mas você pode ir até lá e conferir as cores você mesmo).

O único porém é que a água é quente e o calor fora dela é grande. Então, um mergulho acaba não sendo tão refrescante quanto nós estamos acostumados no Brasil.

Na cidade de Krabi mesmo não há muita coisa a fazer. Lá acaba sendo apenas um local mais barato para se hospedar do que direto na praia. Também é possível pegar um barco e ir para uma outra praia, chamada Railay Beach, conhecida pelos paredões de pedra para escalar, caso você goste desse esporte.

De Ao Nang é possível agendar alguns passeios de barco de um dia para ilhas próximas, como Hong Island, Ko Phi Phi e Quatro Ilhas. Eu só tinha tempo e dinheiro para um passeio e acabei escolhendo o último pois era o mais barato. Ko Phi Phi é a ilha mais famosa e que foi usada como cenário no filme A Praia, e exatamente por isso ela é muito visitada e mais cara.

O passeio das quatro ilhas pode ser o mais barato mas nem por isso não é bonito. Como o próprio nome diz, o barco passa por quatro ilhas, entre elas a Ilha Poda da foto acima. O passeio também passa por Tup Island, Chicken Island e Pranang Beach, com almoço incluído.

Em algumas praias da Tailândia é possível encontrar macacos que ficam soltos nas redondezas. Embora eles sejam simpáticos é preciso ter um pouco de cuidado pois eles são bem sacanas. Em uma das ilhas do passeio, macacos roubaram comidas da bolsa de um turista que deixou-a na areia enquanto mergulhava no mar.

Depois de Krabi segui para Phuket mas não fiquei exatamente nessa cidade. Nesse caso me hospedei em Patong Beach, que é a praia mais famosa do local. Ao contrário de Krabi essa praia já é mais lotada (mas nada comparável a um verão na Praia Grande), além disso o mar tem ondas, enquanto em Ao Nang e nas ilhas próximas o mar era como uma piscina salgada.

NORTE

Depois de alguns dias na praia, segui para o norte do país. Mais precisamente Chiang Mai, cidade conhecida pelos templos e onde no início daquele mês de novembro ocorreria o Festival da Luz.

O Festival acontece em várias cidades da Tailândia mas é em Chiang Mai que a festa é mais conhecida e agitada. Em 2014 o evento ocorreu no início de novembro, entre os dias 5 e 7, mas muda a cada ano já que é baseado no calendário lunar.

Trata-se de um festival budista onde as pessoas prestam homenagem a Buda e soltam balões para o céu na crença de assim mandar seus problemas embora. Durante o festival as pessoas também soltavam arranjos com flores, velas e incensos no rio aproveitando para fazer um pedido. Se a vela não se apagar enquanto o arranjo vai embora, é porque o pedido irá se realizar.

Esse foi realmente um dos pontos altos da viagem na Tailândia. É legal ver os balões subindo ao céu, os desfiles com danças típicas e como os tailandeses celebram e realmente estão felizes durante o festival, com todas as casas e ruas decoradas para a data.

Aqui fica uma dica que eu descobri lá. Na verdade há duas datas nas quais eles soltam os balões. Na primeira, que era a que eu queria ver, os balões são soltos todos de uma vez, inclusive pelos monges. São desse evento as fotos mais bonitas do Festival da Luz que você encontra em uma rápida pesquisa no Google, por exemplo. O que eu acabei vendo também foi lindo, mas na verdade consistia em turistas comprando os balões e soltando-os em momentos separados.

Mas além do Festival, Chiang Mai possui diversos templos budistas para conhecer e como a cidade é menor e menos quente que Bangkok a visita acaba sendo mais prazerosa.

Muita gente aproveita a visita em Chiang Mai para fazer passeios de elefantes e visitas a tribo das mulheres girafas (aquelas com argolas enormes que alongam os pescoços) mas uma pesquisa antes de chegar na cidade me fez desistir desses passeios.

No caso do tour com elefantes encontrei diversas reportagens, inclusive com fotos bem feias, sobre a forma como os elefantes são treinados (eles separam os filhotes da mãe e os mantêm presos, batendo neles todos os dias. Aqui tem o link para uma das reportagens, em inglês).

Já no caso das mulheres girafas a informação que obtive é de que elas são mulheres refugiadas de Miamar, mas que ao contrário das regras da ONU para refugiados, elas não podem sair da vila no norte da Tailândia, pois se saíssem e pudessem ser vistas andando pelas ruas de qualquer cidade, ninguém pagaria para vê-las. Aqui tem um link para uma das reportagens que encontrei sobre isso.

Muita gente faz esses passeios. Algumas não sabem dessas histórias, outras escolhem fazer mesmo assim pois seria uma oportunidade única de conhecer as mulheres girafas ou andar em cima de um elefante. Cada um toma a sua decisão, mas eu, sabendo disso, decidi não fazer pois esse não é um tipo de turismo com o qual concorde.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ir para o site

Anúncios

Um comentário sobre “Tailândia – Praias e cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s